Antes estávamos sempre ansiosos por receber o salário para o poder gastar… Antes de receber já tínhamos planeado onde íamos gastar, o que íamos comprar, os restaurantes caros onde iriamos… Chegávamos ao final do mês e poupávamos o que sobrava, mas muitas vezes pouco ou nada sobrava…

Poupar não era uma prioridade! Poupar não era um hábito!

Desde que mudámos a nossa forma de pensar o dinheiro, tudo mudou! Agora a nossa ânsia por receber é para poder pôr parte do dinheiro de parte! Poupar tornou-se uma prioridade e adotámos a estratégia do “Pay Yourself First”.

Esta estratégia consiste em assim que recebemos algum dinheiro (seja o nosso salário, ou outra renda extra), pagamo-nos a nós primeiro, ou seja, tiramos logo o que tínhamos orçamentado para o mês para a nossa conta poupança. Basicamente, gastamos o que sobra depois de poupar, e não poupamos o que sobra depois de gastar. Esta estratégia juntamente com a preparação de um orçamento fez muita diferença na nossa vida financeira, porque não deixámos de fazer as coisas que gostamos, mas deixámos de ter gastos “burros”.

Ao longo deste percurso e com a aquisição de conhecimento percebemos que é muito difícil poupar sem um objetivo. Sem um objetivo o ato de poupar sofre muitos desvios e não se torna um hábito, facilmente se cai no pensamento de se estar a abdicar de fazer algo para simplesmente colocar o dinheiro de parte!

Para nós existe um antes e depois de definirmos um objetivo claro para as nossas poupanças, definimos um porquê muito forte, que nos permite dizer hoje que poupar se tornou um hábito do qual não abdicamos!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *