Todas as pessoas têm preconceitos e pensamentos que dão como certos, partindo de uma base mais ou menos fundamentada. É por causa destas assunções, generalizações e, por vezes, desconhecimento que se criam certas crenças em relação às pessoas financeiramente ricas.

Estas crenças limitam a nossa capacidade para atingirmos os nossos objetivos financeiros, uma vez que condicionam a obtenção de riqueza, estando constantemente a sabotar-nos.

Crenças limitadoras como:

1 – O dinheiro é a raiz de todos os males

Esta frase para nós fez todo o sentido desde a primeira vez que a ouvimos: O Dinheiro potencia aquilo que tu és! Se fores uma pessoa que na sua essência é maldosa, ter mais dinheiro vai te permitir fazer mais maldades; Se fores uma pessoa bondosa, o Dinheiro vai te permitir fazer mais coisas boas, e com maior impacto!

O Dinheiro é apenas uma ferramenta! As pessoas é que lhe atribuem o destino que pretendem, portanto se fores boa pessoa, o dinheiro fará de ti uma pessoa ainda melhor!

2 – Investir é para os ricos

O ato de investir corresponde à possibilidade de fazeres crescer o teu dinheiro e isto pode ser feito com muito ou com pouco dinheiro, portanto é para todos! Se as pessoas soubessem o poder dos juros compostos, e o efeito que o tempo tem sobre o dinheiro investido, percebiam que com pouco dinheiro, podem com o tempo fazer uma pequena fortuna! Por exemplo, se investir 20euros por mês durante 40 anos a uma taxa de 10%, poderá ter mais de 100.000euros; se for durante 50 anos, o montante investido, transforma-se em mais de 280.000€.  

3 – Só é possível ficar milionário ganhando o Euromilhões

A verdade é que é muito mais provável ficar milionário investindo, gerindo bem o dinheiro, a empreender, do que ganhando o Euromilhões. Portanto, esta é outra das crenças que não tem um fundamento racional, mas que é muito citada.

4 – Os ricos são uns gananciosos, desonestos e bandidos

É mais fácil apontar o dedo às pessoas que construíram riqueza e atribuir-lhes características negativas, por que ser rico dá trabalho e implica sair da zona de conforto. Se se perguntar às pessoas que têm esta crença se querem ser ricos, vão dizer imediatamente que sim, no entanto como é que se pode ser rico quando se acha que ser rico implica ser ganancioso, desonesto ou bandido. Mais uma vez, não é riqueza que torna as pessoas más, é uma questão de essência.

5 – Não é qualquer um que pode ficar rico

Quando acreditamos nesta crença, desresponsabilizamo-nos e colocamo-nos numa posição de conforto, em que a riqueza é uma realidade muito longínqua e não é para todos, porque é que seria para mim. Se assumirmos a responsabilidade sobre as nossas finanças, é mais provável chegarmos perto da riqueza do que simplesmente nada fazer.

O condicionamento do nosso subconsciente determina a nossa forma de pensar. O nosso pensamento determina as nossas decisões e estas determinam as nossas ações, que, finalmente, determinam os nossos resultados.

Portanto, a única forma de atingirmos algum objetivo, seja ele financeiro ou outro, é alinhando o nosso pensamento de forma a não autossabotarmos o percurso até atingirmos o objetivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *