Eu era aquela pessoa que nunca sabia quanto dinheiro tinha, muitos meses só olhava para a conta 1 ou 2 vezes. Que poupava o que sobrava no final do mês. Que achava que o dinheiro servia para alegrar o momento, e que no futuro logo se via. Que queria viver a vida sempre assim, sem me preocupar com o dinheiro.

Como convencer uma pessoa assim que tem de ter um controlo bem apertado do seu dinheiro?

O que resultou comigo foi aliar os meus sonhos às necessidades financeiras que esses sonhos exigiam.

Eu queria ter um trabalho flexível, que me permitisse desfrutar da família. Então bora reformar mais cedo? Bora entrar no fire?
Mas eu também não queria abdicar das viagens e queria fazê-las ainda nos 30. Então bora pôr de parte dinheiro para isso e quando chegar a altura da viagem já não nos temos de preocupar com isso?
Eu queria ter uma quinta grande com piscina. Então bora ganhar mais dinheiro para conseguirmos suportar isto tudo?

Os nossos sonhos são o que nos move, e por mais desprendidos que sejamos com o dinheiro a verdade é que precisamos dele para realizar os sonhos, aliar a gestão financeira aos sonhos é torná-los mais possíveis😁

Resumindo: o que me convenceu foi o facto de ele ter percebido os meus sonhos e os ter tornado em objetivos financeiros! O que despertou o meu interesse para as finanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *