No nosso FIRE sempre incluímos os filhos, mas além das alegrias que os filhos nos trazem, também trazem mais custos… Como conseguimos enquadrar estes custos adicionais com o FIRE?

Aqui vão 5 medidas que adotámos:

1️⃣Fazer um ORÇAMENTO com o que vamos precisar para os primeiros meses do bebé. Este orçamento ajuda-nos a ter uma noção geral dos gastos a fazer, o que nos de perder a cabeça em mil coisas fora do planeado;

2️⃣PEDIR EMPRESTADO sempre que possível ou comprar em segunda mão. A economia circular está cada vez mais a ganhar escala e é ótima para a carteira e ambiente, nas coisas de bebé faz ainda mais sentido tendo em conta o pouco uso que normalmente elas têm;

3️⃣Dêem INDICAÇÕES DE PRENDAS aos familiares e amigos. Percam a vergonha! Assim recebem coisas que efetivamente precisam para e eles não gastam dinheiro desnecessário;

4️⃣Para as mães e pais que recebem licenças pagas pela segurança social, como sabem esse valor é pago considerando o vosso salário bruto, ao contrário do valor líquido que recebem enquanto estão a trabalhar e que é por isso menor, portanto, durante a vossa licença vão receber mais do que se estivessem a trabalhar. Se conseguiram viver até agora com o salário líquido, UTILIZEM esse adicional que vão ganhar durante a LICENÇA DE FORMA INTELIGENTE! Guardem para pagar a creche por exemplo! Nós fizemos isso e podemos dizer-vos que assegurámos o primeiro ano de creche do nosso bebé😉;

5️⃣Antes de comprarem alguma coisa ACONSELHEM-SE, com familiares, amigos ou na net. Há tanta coisa para bebé que acabamos por, por vezes, comprar coisas que não funcionam tão bem ou que não servem para grande coisa. Falem com quem já passou por isso para não comprarem coisas que depois não vão usar.

Posto isto… Na nossa opinião, com uns ajustes, #fire e filhos é uma realidade bastante possível.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *